DVD gay grátis
tumblr_lhrehjQyrd1qeg52lo1_500

Thiago, o professor de matemática substituto – Final

Acordei no sábado um pouco pra baixo mas um pouco melhor. Liguei o celular e tinham mensagens de Thiago e John.

            “Oi Pedro!”

            “Desculpa não ter te respondido ontem.”

            “Tava ajudando um amigo meu numa coisa bem legal.”

            “Mas só vou poder falar sobre isso mais tarde. Foi mal mesmo!”

Isso não aliviou muito a raiva que eu estava sentindo dele mas diminuiu um pouco. Depois fui ver a mensagem de Thiago.

            “Bom dia Pedro!”

            “Tô morrendo de saudades!”

            “Quero pedir desculpa por sair tão rápido aquele dia”

            “E tmb to aqui pra dizer que to muito ansioso pra segunda!”

 

            Quis falar tudo para ele. Que vi ele com a Rafaela e que estava morrendo de ciúmes mas deixei quieto. Agora era minha vez de deixar os dois no gelo. E foi isso que eu fiz o resto do fim de semana. (…ler mais)

CONTINUA…

Olá leitores do KINGuys, sou Lawliet Araujo e esse conto foi baseado na minha primeira vez. 90% dos acontecimentos são reais, os outros 10 são só pra deixar a historia mais interessante. Me desculpo desde já por todo e qualquer erro ortográfico :p.

tumblr_lhrehjQyrd1qeg52lo1_500

Chegando Segunda-feira fui acordado antes do meu despertador por batidas na parede. Levantei, abri a porta do quarto e vi que a reforma do banheiro estava começando. Então fui forçado a falar com Thiago para que a aula fosse em seu apartamento – o que eu não estava reclamando em nada. -. Então mandei a mensagem pra ele e ele respondeu um pouco depois dizendo que tudo bem.

            Minha mãe falou que a aula não poderia ser em casa por causa do barulho e do quebra-quebra então ela concordou com o plano mal sabendo que ele já estava todo pronto.

            Na escola John ainda estava me evitando – menos, mas evitando. – e isso já estava me enchendo o saco. – Ele disse que não mudaria nossa amizade por causa daquilo! – Então também não fiz questão de falar com ele.

            Thiago que era um dos primeiros professores a chegar na escola, na segunda quase perdeu o toque da primeira aula dele – que eram as 2 ultimas – porque chegou atrasado – demais – .

            – Foi mal galera. – Falou ele entrando e colocando sua bolsa no birô. – Vamos logo começar com mais uma revisão master e depois uma lista de exercício para a prova de Quarta.

            E assim se foi as aulas dele. Mostrando exercícios para nós fazermos e praticarmos. O sinal havia tocado.

            – Até mais novinho. – cochichou ele no meu ouvido e eu com a cara mais besta e adolescente possível, sorri.

***

            A tarde me arrumei todo para ir a casa de Thiago, chegando lá eles estava me esperando junto ao bloco do condomínio onde morava.

            – Pode ir na frente. É o 217. – Falou ele quando saímos do elevador.

            Fiquei um pouco inquieto mas estava com ele prestes a entrar no seu apartamento. Pareceu uma loucura mas isso meio que me acalmou. Até que abri a porta.

            Seu apartamento estava todo fechado, velas do lado direito e esquerdo estavam fazendo um caminho iluminado para outra porta. Olhei para ele, seus olhões estavam brilhando.

            – Thiago! O que é isso?! – falei totalmente desconcertado.

            – Siga as velas! – Falou ele atrás de mim fechando a porta e ligando o ar-condicionado.

            Fiz o que ele pediu. Quando cheguei a porta peguei em sua mão e com outra abri-a.

            Era o seu quarto. Sua cama estava com várias pétalas de rosas brancas – como ele sabia? Eu amava rosas brancas! – e um cheiro fresco de pinho no ar – o que eu também amava -.

            Eu me virei para ele e ele me beijou, me levantando e me pondo em seus braços.

            – Mas o que é isso tudo?! Eu não to entendendo.

            – Falei que você é especial pra mim novinho! Eu disse que a sua primeira vez seria especial também! – e me beijou com mais voracidade me colocando em sua cama. Ele ligou o som ambiente. Estava tocando um instrumental acústico de Me and My Broken Heart.

            Começamos a nos beijar tão desesperadamente como se precisássemos daquilo para sobreviver. Ele tirou sua camisa e foi tirando a minha também. Quando tirou totalmente, deitou-me começou a lamber minha barriga até o meu umbigo me enlouquecendo. Peguei seu queixo e o levei ate o meu e nos beijamos de novo. Virei-o para que ele agora estivesse deitado e fiz o mesmo. E fui tirando seu cinto e abrindo seu zíper. Ele me ajudou a tirar a calça e ficou de joelhos na cama. Ele estava com a sunga branca com dragão de sombras de lado. Meu sonho estava se tornando realidade.

            Tirei a sunga com a boca, dessa vez perfeitamente bem e sexy e ele deu uma pequena gemida quando o fiz pois seu pau saltou para fora e bateu em minha bochecha. Deitei-o novamente e comecei a chupá-lo como uma necessidade. Bati algumas vezes no meu rosto e ele revirava os olhos. Seu tesão só aumentava o meu, mas havia aprendido algumas coisas e então comecei a chupar de leve só a cabeça.

            – Agora vem cá! – Falou ele me puxando e lambendo meus mamilos. Eu gemi.

            Agora era a minha vez de deitar e tirar a bermuda e a cueca. Ele fez isso sem para de olhar em meus olhos e me chupou tão ritmicamente que quase gozei em menos de 1 minuto.

            – Não! Se não eu vou… – pedi, e ele riu. – Thiago, eu estou pronto.

            – Tem certeza? – falou ele pondo seu rosto bem em frente ao meu. Fiz que sim com a cabeça.

            Ele pegou uma camisinha que estava embaixo do travesseiro abriu-a.

            – Me ajude a colocar.

            Um truque que havia aprendido na internet. Desenrolei um pouco camisinha e a coloquei na boca. Ele olhou para mim e riu. E fui direto no seu pau colocando a camisinha com minha boca. Ele urrou.

            – Não sei onde você aprendeu isso, mas ganhou meu respeito. – falou ele já ofegando. Enquanto isso não parei. Continuei chupando para ter certeza que a camisinha foi bem colocada. Ele me virou de frente para ele.

            – Posso? – Eu Assenti.

            Ele entrou em mim devagar e com carinho. Todo o meu corpo tremeu sentindo uma explosão de prazer nunca sentida.  Eu comecei a gemer.

            – Está doendo? – Disse que não.

            – Continua.

            Ele começou devagar e com cuidado para não machucar e então eu o beijei e me apoiei em suas costas. E ele começou a ficar mais rápido. Aquela sensação dele em mim era quase angelical. Tudo estava em paz em mim e nele. Éramos um só.

            Virei-o e fiz com que ele se deitasse. Comecei a subir e a descer nele loucamente. Começou a doer um pouco mas o prazer era bem maior.

            – Isso! – Quanto mais ele gemia, mais eu cavalgava nele até que ele ficou sentando e me abraçou lambendo meu peitoral e meu mamilo. Meu êxtase estava chegando. Comecei a gemer junto com ele.

            – Ah Thiago! Está vindo.

            -Calma. Espera.

            Ele me deixou na cama e pegou outra camisinha.

            – Agora é sua vez. E nisso também sou inexperiente. – Eu o olhei.

            – Tem certeza disso?

            – Sim Pedro. Eu quero você em mim.

            Coloquei a camisinha todo desengonçado e ele achou fofo. Ele ficou de frente pra mim e se posicionou. Depois que o penetrei outro prazer que nunca tinha sentido explodiu em mim. Ele fechou os olhos e gemeu baixinho.

            – Pode ir mais fundo. – ele falou entre os gemidos. E com mais força.

            O que ele pedia eu fazia sem hesitar. Fiquei entrando e saindo dele. Ele rebolava em mim. Ele me abraçou e começou a esfregar seu pau em minha barriga. Ele gemia meu nome me enlouquecendo. Comecei a masturbá-lo.

            – Vai Pedro. Assim! Você faz muito bem Pedro. Sou seu a partir de hoje!

            Com isso eu fui em uma velocidade frenética até que disse de novo.

            – Thiago. Está vindo!

            –  É?! Deixe vir! – Em poucos segundos estava gozando jatos quentes. Gemendo como um louco e Thiago também.

            Deitei e deixei que ele terminasse o trabalho. Ele voltou a me penetrar com carinho, me beijou e sussurrou:

            – Está vindo!

            – Deixe vir! – Ficou mais rápido até que mesmo com a camisinha senti ele ejacular. Seus olhos estavam revirando, sua boca gemendo e me beijando ao mesmo tempo.

            Depois, ele deitou e eu deitei por cima do seu peito. E ele me abraçou.

            – Você me mudou bastante Pedro.

            – Espero que tenha sido uma mudança boa.

            – Foi.

            – Mas a pergunta que não quer calar. Como você conseguiu tudo isso?! Como você descobriu dessas coisas que eu gostava.

            – Bom, um passarinho me contou. Então chamei a Rafa pra me ajudar a comprar tudo no Shopping. – Nessa hora fiquei vermelho e me encolhi. – Já ia te pedir para vir para meu apartamento hoje, mas a reforma do banheiro da sua casa veio bem a calhar. Me atrasei hoje tentando ajeitar tudo a tempo.

            – Foi lindo! Inesquecível! Não seria melhor se fosse com outra pessoa! Você não Existe Thiago! – Ele me beijou e fomos tomar banho.

            Não ouve aula nesse dia. Até porque não precisava. Já que sabia todo o assunto. Ficamos o resto da “aula” abraçados na cama conversando e rindo. Mas eu estava notando que Thiago estava um pouco mesmo com todos aqueles risos, mas  não quis perguntar e estragar o momento.

***

            Na terça na aula John sentou ao meu lado.

            – O que o Thiago quer com você Pedro?!

            Eu fiquei vermelho.

            – Do que você tá falando louco?!

            – Ele ficava me perguntando coisas que você gostava. E disse que eu não podia dizer nada pra você. Mas não aguentei e vim te perguntar.

            – Ahh, sei lá! Devia ter sido pra ultima aula, mas ele não fez nada demais ontem. – Tudo bem que ele era meu melhor amigo, mas tem coisas que até melhores amigos não precisam saber!

            PS:. Não vi Thiago na escola nesse dia.

***

            Chegou quarta feira. A tão temível prova.

            Todo mundo estava tenso, mas não tanto por causa da ajuda que Thiago tinha dado. O Sinal havia tocado.

            – Que saudade Classe. – Falou.

            Eu virei e não era Thiago.

            – Professor Antônio! Que bom que já está melhor! – falou John do meu lado.

            – Soube que a prova será hoje. Então se arrumem como de costume. Fila sim, Fila não.

            Fiz a prova no susto. Como o Thiago vai ser afastado e não me conta. Por que não me contou?!

            Desbloqueei o celular e vi uma mensagem dele.

“Espero que tenha compreendido meu bilhete.”

“Mas achou que não já que não me retornou a mensagem.”

“Adeus Pedro.”

Bilhete?! QUE BILHETE?!?!

Cheguei em casa e fui direto para o quarto procurar esse bilhete. Achei-o no bolso da minha bermuda que tinha usado na segunda. Abri.

“Pedro,”

“O professor Antônio está melhor e já vai dar aulas pra vocês.”

“Eu também consegui um emprego numa cidade distante daqui como professor permanente e não pude dizer não. Espero que o que tivemos não acabe. Pois o que você me mostrou é que o amor nasce de todo o jeito. E o nosso foi lindo. E espero que ainda seja. Nunca vou te esquecer. Se você entender, meu voo vai ser na quarta a 14:00hrs. Te amo”

Eram 14:35. O voo já teria decolado.

Sentei no meu quarto e chorei. O que me restou foi chorar. Até que meu celular tocou. Era ele.

– Thiago! Eu não vi seu bilhete. Na verdade acabei de ver por causa da sua mensagem. Me desculpe por não ter ido te ver no aeroporto!.

– Ai Pedro. Achava que estava com raiva de mim.

– Não. NUNCA!

– Sempre vou voltar quando puder. E você pode vir para cá quando puder também. Sei lá!

– Claro!

E conversamos por alguns minutos. E disse que estava feliz por ele ter conseguido um emprego como Professor Permanente.

É claro que ainda nos vimos algumas vezes e matamos a saudades algumas outras mas não durou muito. Mas com certeza nunca vou esquecer Thiago pois o primeiro amor nunca esquece.

E sim… Tirei uma ótima nota na prova de matemática e passei de ano. Me senti amado. Um amor proibido e quente. Tudo por causa de um professor substituto que entrou de surpresa na minha vida. Tudo por causa de Thiago.

THE END

L. Araújo



49 comentários

Comente
  1. Anônimo

    Sinceramente, eu esperava mais.
    Ficaram algumas lacunas não preenchidas, por exemplo…
    Porque o John estava tendo aquela reação estranha????

  2. dougjulio

    O conto foi incrível, quando comecei a lê a primeira parte, já aumentava a minha ansiedade de lê a segunda e saber o final tbm rsrsrs. Nossa, acho que vc realizou um fetiche que muitos tem e não consegue realizar, vc pode falar pq não durou muito esse romance Lawliet Araujo e se tiver mais contos, por favor publique. abraço

  3. Anônimo

    achei muito romantico e lindo, só que mim interessei mais no romantismo. só fiquei triste no final em saber do disfeicho. lindo e romantico o autor

  4. Lindomar

    Ainnn, eu gostei, mas senti a qualidade do texto caindo a cada novo post. Criatividade, enredo, concordância, gramática, e por aí vai. Todavia, um texto muito gostosinho de ler.
    Parabéns.

  5. Anônimo

    Bem acorda Alice esse final hein? Um monte de pontas soltas como por ex dando a entender que Thiago ligou do avião e falou com ele, e não explicou porque John estava estranho.
    Esperava um pouquinho mais, mas foi um bom conto

  6. Mateus

    Como Geminiano Nato, Uhasuhasuas, “Fins” não são muito prazerosos, mas você mostrou que Fins são Começos! Nada dura para sempre! Que é preciso morrer para Nascer! Bom fico feliz com que sua primeira vez foi especial assim, aliás a minha não foi tão cheio de coisas e tudo mais, mas bem violenta mesmo. mas ainda creio que possa ter uma “Primeira Vez” com amor, se é que eu encontre algum dia. Gostei do estilo “Summer Love” são os melhores. Ainda não tive Professores que morresse de amor, só um do particular, mas eu não quis atrapalhar nada.Talvez eu encontre um assim, vai ser difícil, Muitoooo!

  7. Anônimo

    Desculpa falar! Mas fiquei triste. Sei lá, pensei que tivesse dado certo vcs dois. Me emocionei, me excitei, a historia é linda, apesar de o final ter sido meio triste.

  8. Anônimo

    Mais contos da qualidade do “Minha Primeira Vez com o Melhor Amigo de Surf” pleeeease!
    Esse foi fantasioso demais, não deu nem pra ficar excitado com a qualidade caindo a cada parte.
    Ainda sim o site ta de parabens pela categoria de contos!

  9. Diego

    Que bonita a história. Um pena que terminou pra vcs pq como vc mesmo dia foi bem quente e intensa. Parabéns pelo conto. Ah bem queria encontrar esse professor hahahaha.

  10. Universitario

    Varias velas e um caminho com pétalas brancas? Ta bem historinha de princesa isso ai, ate porque que amigo fala “aaah, meu amigo ama rosas brancas e pinho”, sem falar naquele típico final de “arrumei emprego em outra cidade e vou embora”, antes de ajeitar o ap nem nada… Enfim, tem muuito mais coisa, de uma forma ou outra foi uma ótima historia inventada,

    Abs

  11. Anônimo

    Achei bom tem uma pitada de fantasia de Alice, porem real me convenceu bastante assim com dito no seu conto sou virgem e to entrando na fase de flerte mais a teórica e o oposto da pratica mas como VC disse hoje em dia existem muitos garotos melhores que muitas mulheres feias e bonitas.

    te peço alem dos contos uma forte de paquerar homens entra nesse universo tão longe e pouco conhecido RS.

    PS. To com inveja de VC rs

  12. Alex

    Que odiooo do Thiago cara, ele era pra ter falado na hora, sei lá, bilhete no bolso foi foda –‘

    PS.: Como faço para mandar um conto?!

  13. Juan

    Uma dúvida pairou no ar. Acho que seu amigo John andava com seu professor tanto que ele mudou completamente com vc, isso pq ele mesmo seu professor perguntou sobre vc é acho que ele saia sim pq ele ficava offline rápido e seu professor adiou um compromisso. Pra mim ele poderia está de caso com vcs dois.


Comente! Faz muita diferença para nós